fbpx

Estalos No Quadril: Causas E Tratamento

Derrame Articular: Fisioterapia É A Melhor Forma De Tratar!
1 de outubro de 2018
Pedalar Com A Postura Errada Pode Trazer Problemas Para Coluna, Joelhos E Quadril !
1 de outubro de 2018

Estalos No Quadril: Causas E Tratamento

Apesar de ser indolor, ouvir ou sentir um estalo no quadril pode gerar um desconforto. Esse estalo audível pode ocorrer quando a pessoa realiza determinados movimentos como caminhar, levantar, mexer a perna, etc.
Essa condição clínica afeta bailarinos e pessoas que praticam atletismo e ginástica. Ao ouvir o estalo algumas pessoas se queixam da sensação de que o quadril está se “deslocando”, mas isso não ocorre.

Essa síndrome é conhecida como “Snapping hip syndrome”, ou “síndrome do estalido do quadril”. O paciente tem a sensação da passagem do músculo ou tendão sobre uma estrutura óssea. Isso ocorre no lado externo onde está localizada uma faixa de tecido conjuntivo a banda iliotibial que passa sobre a porção lateral do fêmur, o trocanter. Em alguns casos o trocanter sobressai e o movimento da banda cria um estalo. Esse quadro pode evoluir e causar uma bursite/tendinite no quadril.

Fatores de causa dos estalos no quadril

Diversas causas são apontadas pelos fisioterapeutas, entre elas: tendão da fáscia lata/banda Iliotibial, tendão do músculo Iliopsoas e rompimento da cartilagem e do labrum. A ocorrência desses estalos no quadril é mais comum no lado externo por onde a banda iliotibial passa sobre a porção lateral do fêmur, o trocanter. Em alguns casos, o trocanter pode ressaltar e a banda cria um estalo (ressalto externo do quadril). Dependendo do movimento, essa condição pode evoluir e provocar uma bursite. As rupturas da cartilagem também podem causar atritos na articulação do quadril, sendo responsáveis pelo estalido.

Entre os principais fatores, pode-se incluir:

  • alterações posturais;
  • encurtamentos do tensor da fascia-lata (banda ílio-tibial);
  • lesões na cartilagem;
  • perda muscular entre os músculos do quadril e lombo-pelvico.

Tem tratamento?

É importante fazer um diagnóstico para identificar onde está ocorrendo o estalo e suas causas. Exames como radiografia podem ser solicitados na investigação. Geralmente, o tratamento é conservador baseado em medicamentos anti-inflamatórios em caso de dor. A fisioterapia é fundamental para tratar o problema. Alongamentos e fortalecimento dos tecidos tensos são recomendados para aliviar a dor e os desconfortos. Nos casos graves quando não há uma melhora significativa da síndrome pode ser indicada a cirurgia da artroscopia de quadril para tratar as lesões.

A maioria das pessoas não procura um médico quando sentem estalos no quadril. Elas só vão se preocupar se houver sintomas como dor. O ideal é consultar o médico ao notar qualquer alteração no quadril. Exames de imagens como raio-x, ressonância nuclear magnética ou tomografia computadorizada podem ser solicitados pelo profissional para avaliar as causas do estalo.

Se o estalo não provocar dor, não há necessidade de tratamento. Nos casos em que eles ocorrem com frequência, o fisioterapeuta pode indicar a mudança de alguns hábitos como reduzir os exercícios físicos, aplicar gelo no local e não cruzar as pernas.
Mesmo adotando esses hábitos os estalos podem continuar.  Neste caso, o médico pode indicar um procedimento cirúrgico como a artroscopia do quadril. O principal objetivo dessa cirurgia é recuperar a função da região e amenizar a dor.
No pós-operatório, o paciente deve fazer fisioterapia para conseguir movimentar o quadril sem que ocorram estalos.

Os exercícios feitos nas sessões de fisioterapia são indispensáveis para que o paciente consiga voltar fazer suas atividades diárias sem se queixar de estalos ou dor.